Lembretes.

Mande seu "desabafo da semana" pelo e-mail: segunda.d@hotmail.com. Ele será publicado toda sexta-feira e ficará em exposição aqui até a sexta-feira seguinte.

31 de mar de 2009

Aviso:

Blog em construção!

28 de mar de 2009

Aviso:

Ontem não teve o tópico "Pra quem faltou:" porque as pessoas que atualizam esse blog não assistiram todas as aulas. Desculpe o transtorno.

26 de mar de 2009

Lembrete:

Só para lembra-lós: Amanhã tem o trabalho* de Geografia para entregar. Tem tambem o portófolio** de Artes para ser vistado. Resumo*** para entregar na aula de Português. E os exercicios**** de Matemática copiados.

* Sobre o Período Colonial Brasileiro.
** Com todas as anotações de todas as aulas e os trabalhos feitos.
*** Sobre A Cartomante, páginas: 29, 30, 31, 32, 33, 34 e 35.
**** Página: 207. Exercicios: 14, 15 e 16. APENAS COPIAR!

Pra quem faltou (26/03):

- Não terá esse tópico hoje pois ninguém faltou à escola, informação dada pela professora de Química.

25 de mar de 2009

Pra quem faltou (25/03):

- Aula de História foi feito a correção dos exercicios das páginas: 3, 4, 5, 6 e 7. (Nas duas aulas.)
- Aula de Sociologia foi dado o visto do exercicio da página 17 e um texto sobre o Tema 2: O Estrangeiro Do Ponto De Vista Sociológico. Para ler ou/e copiar o texto, clique aqui.
- Aula de Matemática foi feito a correção dos exercicios 1, 2, 3 e 4 das páginas 194 e 195 do livro Dante.
- Aula de Educação Física foi dado um texto sobre Principios da Atividade Física. Para ler ou/e copiar, clique aqui.

Texto de Educação Física (25/03). Principios da Atividade Física.

A ciência da Educação Física indica alguns principios para a execução de qualquer programa desde andar de bicicleta até jogar futebol ou simplesmente, caminhar. Seguir esses principios é uma condição indispensável para que a participação de qualquer pessoa nas atividades seja uma experiência proveitosa e, se possível, agradável.
Esses principios devem ser observados por qualquer pessoa que se proponha a realização de um programa de atividades físicas. São cinco, a saber:

1• Principio da individualidade biológica: É o que estabelece que cada pessoa é uma pessoa ou ainda, não existe duas pessoas iguais. Em termos de condicionamento físico isso significa dizer que o mesmo exercicio na mesma intensidade na mesma duração e na mesma frequência semanal proporcionará diferentes efeitos de treinamento a depender de fatores como sexo, idade, capacidade máxima, experiência prévia e técnica de execução.

2• Principio da sobrecarga crescente: Para adquirir uma boa aptidão física o organismo precisa ser submetido a esforços cada vez maiores (mais intensos ou por um tempo maior, ou ainda, em uma maior frequência) de maneira tal que possa provocar no organismo reações de adaptações que leve a à aquisição ou a melhoria da aptidão.
A sobrecarga pode ser considerada a quantidade de trabalho que realizamos e forma mais comim de se quantificar uma atividade física é em termos do total de quilocalorias que ela consome [...]*

* Continuará na próxima aula. (01/04).

Texto de Sociologia (25/03). Tema 2: O Estrangeiro Do Ponto De Vista Sociológico.

_Georg Simmel (1858-1918) nasceu na Alemanhae seus pais eam Judeus convertidos ao protestantismo e foi nessa religião que Simmel foi batizado. O fato de vir de uma família com origem judaica mesmo que convertida era motivo de preconceito. De certa maneira para ser Judeu, Simmel sentia-se estrangeiro, pois era tratado como tal.

* O viajante e o Estrangeiro*

• É preciso distinguir o viajante do estrangeiro. O estrangeiro para Simmel é aquele que chega e não vai embora logo, não é um mero viajante. É a figura que se muda de um lugar para outro, para ali residir, e não o turista.
• Como ele é estrangeiro, sua posição em relação ao grupo é marcada pelo fato de não pertencer ao grupo desde o início do mesmo ou desde que nasceu.
• O estrangeiro tem uma posição ambigua em relação ao grupo. Ele é um elemento do grupo, mesmo que não se veja como um, ou que não seja visto como parte dele pelos demais membros do grupo.
Ou seja é um elemento do conjunto, assim como são os indigentes ou os mendigos e todas as espécies de "Inimigos internos". Com isso Simmel quis dizer que mesmo aqueles que não são queridos por um grupo ou não são tratados como iguais, tambem fazem parte dele. Ou seja, o estrangeiro tem ao mesmo tempo uma relação de proximidade e envolvimento com o grupo de um lado. E de outro, uma relação de distância e indiferença. Ele vive cotidianamente próximo e envolvido com elas. Contudo como com frequência é tratado tal qual um "de fora", e se sente a parte do grupo, pode muitas vezes desenvolver um sentimento de distância e indiferença. O estrangeiro e, portanto, o estranho portador de sinais de diferença, como a língua costumes, alimentações, modos e maneiras de se vestir. Ele não partilha certos preconceitos do grupo e não se sente forçado a agir como um dos membros.